4 brasileiros deportados dos EUA são presos pela PF em Belo Horizonte. Entre eles está um condenado por abusar sexualmente de uma vizinha de 14 anos

Em uma ação marcante para a justiça brasileira, a Polícia Federal (PF) prendeu nesta sexta-feira, 22 de março, quatro brasileiros no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte. Os indivíduos, que foram deportados dos EUA, são acusados de cometer crimes graves, incluindo abuso sexual e homicídio.

Entre os detidos está um homem de 51 anos, natural de Governador Valadares, MG, condenado por abuso sexual contra uma vizinha de apenas 14 anos. O crime, ocorrido entre janeiro e julho de 2014 na cidade de Inhapim, MG, chocou a comunidade local e levou à emissão de uma Difusão Vermelha pela Interpol em agosto de 2023, após a expedição de um mandado de prisão preventiva pela 1ª Vara Cível, Criminal e de Execuções Penais da Comarca de Inhapim.

Outro caso entre os deportados é o de um homem de 34 anos, oriundo de Belo Horizonte, MG, procurado por tentativa de homicídio em Ipaba, MG, desde 15 de dezembro de 2013. Além desses, um terceiro indivíduo, também de 34 anos e natural de Ipatinga, MG, foi sentenciado a 1 ano de reclusão por receptação qualificada, crime vinculado à sua atividade comercial.

Os três foram detidos nos Estados Unidos pela U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) por violações de normas migratórias e, ao desembarcarem no Brasil, foram imediatamente presos pela PF, em uma demonstração de eficiência e cooperação internacional no combate à criminalidade.

O quarto detido, um jovem de 24 anos do distrito de Rive, Espírito Santo, foi identificado durante o processo de imigração brasileira por possuir um mandado de prisão expedido em Governador Valadares por homicídio, crime pelo qual foi condenado a 6 anos de reclusão.

Após a realização de exames de corpo de delito, os presos foram encaminhados para instituições penitenciárias, onde aguardarão as decisões judiciais subsequentes. Três deles foram levados para o Complexo Penitenciário Nelson Hungria e um para o Presídio Inspetor José Marinho Drumond.

A ação da Polícia Federal, em conjunto com a ICE e a Interpol, demonstra a eficácia dos mecanismos internacionais de justiça e a determinação do Brasil em manter a segurança pública e a ordem legal.

Share this post :

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Create a new perspective on life

Your Ads Here (365 x 270 area)
Mais notícias
Categories

Subscribe our newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.